Carregando Post...

A Convergência da Inteligência Artificial na Engenharia 4.0

Estamos entrando em uma nova era onde a informação gerada pode ser usada de diversas formas e de diversas maneiras, onde os dados são cada vez mais estratégicos para a tomada de decisão. Não conseguimos mais ignorar o fato que os processos de tomada de decisão dependem cada vez mais de informações confiáveis e precisas.


Análises de equipamentos, parques, pessoas, times, produções e performances podem trazer resultados significativos proporcionando uma visão clara e objetiva da atuação dos times de Manutenção  e a eficiência plena do parque tecnológico instalado.


Hoje, nossa capacidade computacional nos permite coletar de forma contínua e instantânea dados de todo o ciclo de vida do equipamento, desde os momentos em que foi utilizado, quem foram os utilizadores e especificamente quais foram as suas interações com o dispositivo. Esses dados quando processados por sistemas de Inteligência Artificial (IA) e também alimentados pelas informações dos sistemas de gestão hospitalar ou Industrial, também conhecidos como ERP's, permitem gerar indicadores antes impossíveis de serem obtidos com a precisão desejada.


As possibilidades chegam a ser infinitas. Indicadores reais de mal uso, a eficiência do dispositivo no atendimento, o impacto dos programas de treinamento e até o payback real de cada tecnologia do parque, tudo isso pode ser obtido graças a IA.  Em um futuro não muito distante conseguiremos potencializar nossas análises a um nível jamais sonhado, trazendo resultados nunca antes imaginados pelos gestores.


Outra incrível habilidade dos algoritmos de IA são a sua capacidade continua e incessante de aprendizado. Ou seja diferente de nós humanos que precisamos de certas motivações, os sistemas cognitivos estão programados para sempre em buscar o aperfeiçoamento e a precisão nas análises. Ao aprender sobre um determinado assunto determinado assunto a IA continua a evoluir por si mesma se tornando cada vez mais “inteligente” e especializada com o passar do tempo. Apesar dos sistemas cognitivos não possuírem uma aplicação um objetivo direto para esse aprendizado, para nós gestores, esses refinamento analítico quando aliado aos as nossos objetivos nos permitem um processo de tomada de decisão extremamente assertivo, maximizando a nossa capacidade de análise e permitindo que cada processo de decisão seja feito como se houvesse o apoio de profissional especializado independente da área.


Uma das maiores mentes do século XXI o renomado físico Stephen Hawking uma vez disse: “Todos os aspectos das nossas vidas serão transformados pela IA", e isso pode ser “o maior evento na história da nossa civilização”.


Não podemos ignorar o fato de que o mercado está mudando, e que a área da saúde devido a todas as suas especificidades irá mudar drasticamente. Sistemas clínicos potencializados pela IA já estão auxiliando processos de diagnóstico, monitoramento e tratamento de pacientes. O Robô Laura por exemplo é um sistema com IA nacional que vem revolucionando a gestão da sepsia hospitalar. O que antes não passavam de efeitos especiais em filmes de ficção científica, estão cada vez mais próximos do que se imagina. Na área da Engenharia a GEN, nossa engenheira virtual, sabe tudo sobre as Normas Manutenção e calibração e já vem dando dicas e tirando dúvidas diversos times e gestores de Engenharia. Em um futuro não muito distante ela será capaz até de controlar parte dos processos de trabalho, tudo de forma inteligente e automática.  

Como Engenheiro e Desenvolvedor de Sistemas, tenho acompanhado de perto essa transformação digital e hoje tenho certeza de que ela irá impactar diretamente a Engenharia. 


Em vista dessa transformação três anos atrás montei um Laboratório de Inteligência Artificial e hoje posso afirmar com certeza que todo o investimento em pesquisa e desenvolvimento (P&D) valeu a pena. Nosso time de P&D, hoje capacitado e maduro, têm desenvolvido diversas soluções inovadoras, buscando cada vez mais trazer melhorias significativas para a área da Gestão da Engenharia.

Em vista de todo esse cenário, me lembro de uma das primeira aulas que tive durante no curso de especialização onde o professor Dr. Saide Calil afirma “Ser os Engenheiro(a)s do amanhã, vamos precisar aceitar as novas tecnologias em vez de combatê-las”.


Autor: EngºJoão Galdino 

Diretor da Genesis e Professor de Inteligência Artificial na Unicamp do Curso de Engenharia Clinica. Especialista em Inteligência Artificial (Machine Learning e Deep Learning) Especialista em Engenharia Clinica pela Unicamp, Especialista em Gerenciamento de Tecnologia de Informação em Saúde pela UNIFEI e Graduado em Engenharia de Controle e Automação. 

Comentários

Deixe um Comentário


Onde estamos ? clique no mapaFechar Mapa

Entre em Contato

solicite uma demonstração sem compromisso

Telefone

(19) 8311-8453

(19) 983118453 (WhattsApp)

Email

Comercial@genesisz.net

Localização

Rua Doutor Armando Sales de Oliveira numero 551 Taquaral Campinas SP CEP 13076015